Setup Menus in Admin Panel

  • LOGIN
  • Nenhum produto no carrinho.

15 cristãos são mortos em emboscada de terroristas do Boko Haram, em Burkina Faso

A organização Barnabas relata que 15 cristãos estavam entre os 39 empregados de mineração mortos quando extremistas emboscaram seu comboio em 6 de novembro, no sudeste de Burkina Faso. Sessenta pessoas foram feridas no ataque.

Os trabalhadores, empregados da mineradora canadense SEMAFO, estavam sendo transportados em um comboio de cinco ônibus escoltados por um veículo militar. Acredita-se que um dispositivo explosivo atingiu o veículo militar antes que os militantes abrissem fogo contra o comboio.

Trinta e sete morreram no local e mais duas a caminho do hospital. Muitos outros ainda não foram contabilizados e acredita-se que o número de mortos possa aumentar.

Esta é a mais recente de uma série de ataques jihadistas, principalmente destinados a cristãos, mas também a muçulmanos moderados e outros alvos.

Em 3 de novembro, ao retornar de Ouagadougou, o prefeito de Djibo, província de Soum e três outros foram mortos por militantes. O prefeito foi um líder do governo que falou em nome das diferentes comunidades, incluindo os cristãos. Ele recebeu ameaças de morte por causa disso.

Em 26 de outubro, em Pobe-Mengao, também na província de Soum, norte de Burkina Faso, homens armados extremistas atacaram a cidade matando pelo menos quatro cristãos. Eles sequestraram mais onze, que mais tarde foram encontrados mortos em uma vila próxima.

Extremistas fortemente armados representam um risco grave para cristãos e outras pessoas em áreas específicas. (Foto: Reprodução/Barnabas Fund)

De 20 a 21 de outubro, oito cristãos foram mortos em Zoura, província de Bam, seis em Bambatao e sete em Barsalogho, província de Sanmatenga, em ataques militantes.

Pelo menos 152 cristãos perderam suas vidas devido à violência extremista até agora este ano. Milhares de cristãos no norte do país estão fugindo para Kaya, província de Sanmatenga, para escapar da violência, mas devido à presença extremista crescente, não é mais um refúgio seguro.

No final de setembro de 2019, cinco ataques assassinatos separados atingiram cristãos, matando 41 vidas, incluindo um cristão idoso e quatro de seus filhos, fazendo com que milhares fugissem da área para Koungoussi, capital da província de Bam.

Esses ataques ocorreram depois que militantes islâmicos divulgaram uma declaração alertando os cristãos a “fugir, converter ou morrer”.

No início de 2019, pelo menos 56 cristãos foram assassinados em uma série de sete ataques extremistas entre abril e junho no norte de Burkina Faso.

Em 28 de abril, um pastor, seu filho e quatro membros de sua congregação foram baleados um a um quando se recusaram a se converter ao Islã.

O contato de Barnabas disse após o recente ataque aos funcionários da SEMAFO: “Viver ou morrer é de pouca importância agora. O mais importante é manter a fé no Senhor”.

Print Friendly, PDF & Email

0 responses on "15 cristãos são mortos em emboscada de terroristas do Boko Haram, em Burkina Faso"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instituto Gamaliel © ITG . All rights reserved.

Setup Menus in Admin Panel

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
X
X