Bolsonaro aponta ‘por que a Globo quer tirá-lo do cargo’ e mostra depoimento de Antônia Fontenelle

by @prflavionunes

Por meio de suas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro divulgou um depoimento de Antônia Fontenelle assestando a decadência da Rede Globo e salientando que “a fonte secou” e aqueles relacionados à emissora perderam “a vida fácil” e querem “tirar Bolsonaro de qualquer jeito”.

Na publicação, intitulada “Por que a Globo detesta qualquer Bolsonaro e quer tirar o Presidente de Brasília”, Bolsonaro descreveu: “Por que a Rede Globo persegue tanto a mim e minha família. – Antonia Fontenelle foi casada com um diretor da Globo, ou seja, fala com propriedade. – Tudo o que fiz foi evitar o desperdício de dinheiro público, em respeito ao povo brasileiro”.

Leia também: Luciano Huck já possui data para deixar a Globo e iniciar sua disputa pela presidência da República

No depoimento compartilhado por Bolsonaro, Antônia Fontenelle diz:

“A Globo não dá mais emprego para ninguém. Os salários… quem ganhava 50 mil, hoje ganha 15. Tá todo mundo desempregado, trabalhando por obra. As novelas não fazem sucesso. Para você ter ideia, a Globo não paga sequer hotel, que as pessoas vinham de fora para trabalhar aqui, a Globo não paga mais hotel. A Globo manda os capítulos pelo whatsapp, se quiser, imprime, se não quiser, decora ali mesmo.

Secou. A fonte secou, a galera tá desesperada e quer tirar o Bolsonaro de qualquer jeito. Entendeu?

Antes, como era tudo muito fácil… Esse povo tinha uma vida tão fácil! Eu fui mulher de diretor de núcleo. Sei o que estou falando, não é achismo, não. Era papo de seis viagens de primeira classe por ano. (…) O meu marido, como era bobo, usava duas viagens no máximo, o resto devolvia. Devolvia dinheiro de produção. Mas você acha que tinha gente que devolvia? Não, meu amor. Jorrava dinheiro de BNDES. O nego tinha vida mansa, o resto do país que se f***. O resto do país que fique sem água, que fique sem comida, que fique sem educação, que fique sem saúde. Ficam falando “fique em casa”, e quem é que ia entregar o supermercado pra eles? O iFood, a padaria… Essa gente é fd*, por isso que eu nunca me identifiquei com essa gente”.

Você pode se interessar: Após declaração de Bolsonaro, apoiadores lançam campanha: “Bonner Espalha Fake News”

O jornalista Rica Perrone respondeu: “Eu tive acesso à lista da lei Rouanet dos últimos anos. Consegui ver a planilha. Conversei com o ministro – meu irmão, você não vai soltar isso aqui? Ele disse: “vou, na hora certa” Na hora que soltar, na hora que sair os nomes, quanto levou, cada produtora… Vocês vão entender muita coisa”.

Continue lendo: Presidente Jair Bolsonaro faz desabafo: “Todo mundo me culpa; tudo sou eu”

O jornalista questionou se a cultura deve ser financiada pelo Estado em detrimento de necessidades básicas da população. Ele disse: “É muito difícil compreender que uma peça de Shakespeare, que o ingresso custa 200 reais, precise de 5 milhões para ser feita. É muito difícil compreender essa lógica”. Ele acrescentou: “Relevante, para mim, é você ter hospital, ter esgoto, ter o que comer, ter segurança, isso é relevante”.

Veja o vídeo:

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?