Setup Menus in Admin Panel

Celular do marido de Flordelis foi usado na casa de Yvelise de Oliveira após o crime, diz Polícia

Yvelise de Oliveira, presidente da MK Music, foi intimada pela Polícia Civil na investigação sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ). O celular da vítima foi usado dias após o crime com um chip registrado no nome da empresária.

A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo intimou Yvelise de Oliveira a prestar esclarecimentos sobre o telefone celular do pastor Anderson do Carmo, já que um chip em seu nome foi conectado ao aparelho que pertencia à vítima. Dados técnicos apontam que o aparelho também se conectou ao wi-fi da casa em que a empresária vive com seu marido, o senador Arolde de Oliveira.

A delegada Bárbara Lomba vem aprofundando as investigações e sua equipe também apurou que, horas depois que o celular foi usado no wi-fi da residência dos donos da MK Music, na Barra da Tijuca, ele foi levado para Brasília, onde foi conectado novamente a um wi-fi de um endereço residencial, antes de desaparecer definitivamente.

A MK Music é a gravadora que distribui os CDs e singles da deputada Flordelis, que além de cantora pentecostal, é pastora. Anderson de Oliveira foi assassinado na garagem da casa em que a família vivia no dia 16 de junho, com diversos tiros.

No final de 2019, os investigadores tiveram acesso ao histórico de conversas e arquivos do celular, mas ainda não têm informações sobre o paradeiro exato do aparelho. Até o momento, foi possível restaurar as configurações do aparelho foram restauradas e, com isso, acessar informações como troca de mensagens, agendas e documentos particulares da vítima.

Segundo informações do portal G1, Yvelise de Oliveira deverá comparecer à delegacia para prestar depoimento nos próximos dias, e a intenção da Polícia Civil é esclarecer os motivos para o celular ter sido levado à sua casa, e por qual razão os dados com um chip em seu nome foram acessados no aparelho.

O marido de Yvelise, Arolde, foi militar e exerceu nove mandatos consecutivos como deputado federal pelo Rio de Janeiro, entre 1984 e 2019. Nas eleições de 2018 foi eleito senador com mais de 2 milhões de votos, tomando posse para o cargo no dia 01 de fevereiro de 2019.

O senador publicou uma declaração em que diz que ele e sua mulher estão “sem chão” e se “sentindo caluniados e difamados”.

Presos

Até o momento, o enteado do pastor e filho de Flordelis, Flávio dos Santos, e o filho adotivo do casal Lucas dos Santos foram denunciados e estão presos preventivamente. Os dois respondem por crime de homicídio qualificado. O inquérito foi desmembrado e a Polícia agora tenta esclarecer a participação de possíveis coautores no crime, interrogando inclusive a viúva.

Print Friendly, PDF & Email

0 responses on "Celular do marido de Flordelis foi usado na casa de Yvelise de Oliveira após o crime, diz Polícia"

Deixe uma resposta

Instituto Gamaliel © ITG . All rights reserved.

Setup Menus in Admin Panel

Pular para a barra de ferramentas