Setup Menus in Admin Panel

Cerca de 32 cristãos foram mortos em ataques na Nigéria

Cerca de 32 cristãos foram mortos em ataques na Nigéria
Enterro para vítimas de ataques de pastores muçulmanos Fulani perto de Bokkos, Nigéria. (Facebook)

Pelo menos 32 cristãos foram mortos e a casa de um pastor e a igreja foram incendiados em duas noites de ataques no estado de Plateau, na Nigéria. Os ataques foram feitos por pastores muçulmanos Fulani, disseram fontes.

+ Mais de 1.000 cristãos foram mortos na Nigéria em 2019

O edifício e a casa da Igreja de Cristo nas Nações (COCIN) foram destruídos em um ataque à vila predominantemente cristã de Marish na noite de segunda-feira (27 de janeiro), uma das três comunidades do condado de Bokkos atingida por ataques armados iniciados na noite anterior, relataram moradores da área.

Os ataques foram o último derramamento de sangue em uma escalada de violência no estado de Plateau, onde pastores mataram cristãos nos condados de Riyom e Mangu no início deste mês.

Os pastores fulani mataram 17 pessoas nas aldeias de Marish e Ruboi na segunda-feira, depois de matar 15 pessoas em um ataque a Kwatas no domingo (26 de janeiro), disse Titus Ayuba Alams, ex-presidente da Casa de Assembleia do estado de Plateau, ao Morning Star News.

“Os ataques ocorreram entre as 19:00 e as 04:00 em Kwatas no domingo e também na segunda-feira no mesmo período em Ruboi e Marish pelos pastores”, disse Alam.

Cinco pessoas ficaram feridas nos ataques e várias casas foram queimadas, disse Theophilus Mancha, morador da área. “Uma mulher grávida e outras 16 pessoas foram mortas”, relatou ao Morning Star News.

As vilas Kwatas, Marish e Ruboi são subúrbios da cidade de Bokkos, a cerca de 15 quilômetros a sudoeste da Universidade Estadual de Plateau, Bokkos.

Kelly Kanang, outro morador da área, confirmou que os pastores de Fulani lançaram os ataques.

Benjamin Dogo, do Kwatas, informou o Morning Star News em uma mensagem de texto: “Nosso povo foi morto novamente. Cerca de 15 mortos foram evacuados para o necrotério, juntamente com muitos outros que sofreram ferimentos durante o ataque no domingo à noite. ”

A polícia de Plateau, disse que 13 pessoas foram mortas e cinco ficaram feridas no ataque a Kwatas. O porta-voz da polícia confirmou na segunda-feira o ataque de “homens armados desconhecidos” a Kwatas em um comunicado à imprensa.

O governador do Estado de Plateau, Simon Lalong, condenou os ataques às comunidades cristãs em uma declaração feita pelo porta-voz da imprensa Makut Macham.

“Meu coração sangra com essa tragédia, pois vidas de cidadãos inocentes são interrompidas sem motivo”, diz o comunicado divulgado na segunda-feira. “As agências de segurança devem ir atrás daqueles que estão por trás desses ataques e de seus patrocinadores, para que possam enfrentar a lei e receber uma lição.” Disse o governador.

O senador Istifanus Gyang, vice-presidente do Comitê de Defesa do Senado da Nigéria, disse que os ataques às comunidades cristãs levantam questões sobre a prontidão dos responsáveis pela segurança para proteger as pessoas contra ataques de pastores.

A Nigéria ficou em 12º lugar na Lista Mundial de Portas Abertas para 2020, nos países onde os cristãos sofrem mais perseguições, mas em segundo lugar no número de cristãos mortos por sua fé, atrás do Paquistão.

Gostou? Então leia mais notícias no: ( Amigo De Cristo. )

Print Friendly, PDF & Email
fevereiro 4, 2020

0 responses on "Cerca de 32 cristãos foram mortos em ataques na Nigéria"

Deixe uma resposta

Instituto Gamaliel © ITG . All rights reserved.

Setup Menus in Admin Panel

Pular para a barra de ferramentas