Ciro Gomes é processado pela ministra Damares Alves

by @prflavionunes

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, ingressou com um processo contra Ciro Gomes, candidato à Presidência da República em 2018.

O processo de calúnia, injúria e difamação, movido contra Ciro, foi protocolado nesta última sexta-feira (27) e atribuído à 8ª Vara Criminal de Brasília, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

O motivo da ação judicial foi ofensas e ilações feitas por Ciro, contra a ministra, no decorrer de uma entrevista. O político cearense chamou Damares de “bandida nazifacista” e a acusou de suposto envolvimento em atos antidemocráticos, ocorridos na capital federal, em meados deste ano.

“Essa bandida dessa Damares, que eu sei bem o que estou dizendo, é uma bandida nazifascista. É uma bandida. Sabe essa nazistinha [Sara Winter] que financia esse acampamento 300 [do Brasil], tudo uma coisa copiada dos neonazistas da Ucrânia. Essa menininha era assessora da Damares. O cara que veio insuflar as milícias aqui, que deram um tiro no peito do meu irmão, era funcionário da Damares” – disse Ciro na ocasião.

Em agosto deste ano, pouco tempo após as declarações, a ministra do governo Bolsonaro já tinha comunicado que processaria o ex-candidato à Presidência, contudo, a iniciativa só foi tomada na semana passada.

Fonte: Metrópoles

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta