Collor surpreende, faz duras críticas contra o ministro Barroso, do STF, e dá lição de moral: ‘Momentos dramáticos’

by @prflavionunes

Fernando Collor de Mello, atualmente ocupando o cargo de senador da República pelo estado de Alagoas, participou de uma sessão do Senado em que também se fez presente o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, que irá ordenar a instalação da CPI da Covid após a determinação do ministro Barroso, do STF.

No ensejo, Collor destacou a ‘necessária união’ e exigiu compreensão da conjectura política que estamos vivendo, compreendendo que a sociedade brasileira está passando por necessidades.

Você pode se interessar: Marco Aurélio determina arquivamento de notícia-crime contra Bolsonaro por atuação na pandemia

Na ocasião, o senador asseverou:

“Falo com a experiência de 40 anos de vida pública. Alguém que já passou e viveu episódios dramáticos da vida nacional. Que conhece e sabe como funciona uma CPI. Uma CPI, neste momento, é tudo aquilo que os brasileiros e a população vulnerável e sofrida não deseja, não quer e não merece”.

Leia também: Rosa Weber, do STF, concede liminar que suspende boa parte dos decretos de armas de Bolsonaro

Ademais, ele prosseguiu:

“Chega de atitudes inopinadas, como esta que foi adotada por um ministro do STF em relação ao Senado da República. Uma questão que poderia ser decidida simplesmente como uma questão interna corporis no Senado Federal. Mas não, lá vem uma decisão para instalar uma CPI em observância ao que diz a Constituição. Mas será que esse é o momento?”, declarou na oportunidade o senador.

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?
%d blogueiros gostam disto: