Homem oferece R$ 100 milhões a Bolsonaro em troca de foto com o presidente

by @prflavionunes

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, passou por uma situação bastante incomum na manhã desta quinta-feira (29). Enquanto participava da tradicional diálogo com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, um homem lhe ofereceu R$ 100 milhões se ele aceitasse tirar uma selfie com outra pessoa.

“O que o senhor me diria se um brasileiro honrado, que tem muito apreço pelo senhor, quisesse fazer um testamento para lhe dar R$ 100 milhões, e a única condição é que o senhor tirasse uma selfie com essa pessoa? O que o senhor me diria?”, questionou.

Sem muita entender, o mandatário disse: “Tem alguma coisa esquisita nessa selfie. Você quer me dar R$ 100 milhões, é isso?”

“Não tem nada esquisito. Mas é uma proposta irrecusável, não?”

“A princípio, sim”, disse o Chefe de Estado.

Leia mais: Anitta volta a fazer críticas ao governo Bolsonaro e recebe até mesmo curtida de Lula

“Deixa eu te explicar por que estou dizendo isso?”, continuou o homem, não identificado. ” Obviamente que eu tive que encaminhar isso [a consulta se ele aceitaria entrar no testamento] para os meios oficiais, eu protocolei isso lá no seu gabinete, protocolei isso lá no Ministério da Economia e, para garantir que chegasse a suas mãos, por que depende de o senhor dizer se aceita ou não, eu também entreguei entreguei na mão de uma senadora que lhe tem muito apreço…”

Neste ensejo, o presidente o interrompeu. “Eu tiro selfie com todo mundo e não pergunto o que o cara vai me dar, nada.”

Leia mais: Bolsonaro para Doria: “Procura outro cara para pagar tua vacina aí”

O homem acrescentou que levou o pedido também a “um deputado que é muito íntimo” do presidente, além de entregar a solicitação a seus dois filhos no Congresso Nacional, o deputado Eduardo Bolsonaro e o senador Flavio Bolsonaro, que teria recebido a solicitação em fevereiro de 2018. “A única coisa que eu pedia é que o senhor dissesse se aceitaria ou não. Como não houve nenhuma resposta, aí eu lhe pergunto…”

“Não chegou ao meu conhecimento”, cortou o político.

“O que o senhor me recomenda? Volta para casa: entendendo que isso não é do seu interesse?”

“Eu não responderia”, afirmou o presidente, questionando quem seria o doador. “Quem é esse cara? Eu não sei, pô. Vai que ele é um cara que tem uma vida pregressa bastante complicada”, afirmou.

O adepto então respondeu de forma pouca compreensível: “Isso é algo similar, não é exatamente isso”.

“O senhor se interessa em ver essa documentação?”, arrematou.

“Não, não interessa, não. Quando falou em dinheiro eu não converso.”

“Não, não é dinheiro. É algo irrecusável”, insistiu. 

Jair encerrou a conversa virando-se para outros apoiadores e dizendo que tira selfie com todo mundo, sem nem sabem quem são as pessoas. 

O vídeo do momento um tanto quanto diferente foi publicado nas redes do presidente.

Leia mais: No Maranhão, estado governado por um comunista, Bolsonaro afirma: “Vamos mandar embora o comunismo do Brasil”

Via: R7

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta