Setup Menus in Admin Panel

  • LOGIN
  • Nenhum produto no carrinho.

Malafaia: ministros do STF “não escaparão” de Deus após fim da prisão em segunda instância

PROPAGANDA

O Supremo Tribunal Federal concluiu na última quinta-feira, 07 de novembro, a revisão da jurisprudência que permitia a prisão de réus após condenação em segunda instância. Com isso, milhares de presos em todo o país, que não foram considerados inocentes em dois julgamentos na Justiça, serão soltos no aguardo da conclusão dos recursos em tribunais superiores.

PROPAGANDA

A decisão do STF foi finalizada com o voto desempate do ministro José Dias Toffoli, presidente da Corte. Toffoli, que acaba de completar 10 anos como ministro, foi indicado para a função pelo ex-presidente Lula (PT), que será um dos beneficiados com a mudança de jurisprudência.

Antes da chegada ao STF, em 2009, Toffoli havia sido advogado do PT em campanhas eleitorais e também havia sido reprovado em dois concursos públicos para se tornar juiz. Agora, no comando da Corte constitucional do Brasil, votou a favor da liberação de presos condenados por crimes – muitos deles confessos -, incluindo políticos e empresários que foram pegos na Operação Lava-Jato.

Em seu Twitter, o pastor Silas Malafaia publicou mensagens aos seguidores sobre o tema, e declarou que a justiça divina se manifestará contra os criminosos: A mensagem do STF para os brasileiros: roubaram bilhões da Petrobras, BNDES, fundos de pensão, etc, etc… Vale a pena roubar o país, o STF garante! O STF escapa da Justiça dos homens, eles são a Justiça, mas da justiça de Deus, não escaparão! Veremos isso acontecer. Aguardem!”.

PROPAGANDA

Como a decisão foi tomada através do voto de Minerva do presidente do STF, Malafaia elogiou a postura dos cinco ministros que votaram pela manutenção da jurisprudência que estava em voga: “Temos que ser justos. Parabéns! Aos ministros do STF que votaram contra essa barbárie. Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármem Lúcia”.

PROPAGANDA

“Temos que ser justos. Nossa indignação e desprezo! Aos ministros do STF que votaram a favor dessa safadeza para beneficiar corruptos. Gilmar Mendes, Celso de Melo, Marco Aurélio, Rosa Weber, Lewandowski e Dias Toffoli. Eles são uma vergonha nacional!”, acrescentou Malafaia.

Outro pastor que se posicionou foi Franklin Ferreira, expressando inconformidade com a decisão tomada na Suprema Corte brasileira: “É uma vergonha o voto do Ministro Dias Toffoli. Uma surpresa, já que ele havia se posicionado, em 2016, pela Prisão em 2ª Instância. Como presidente do STF, deveria se posicionar pelo bem supremo do BRASIL, e não tomar uma decisão que pode trazer insegurança jurídica ao país. Perdeu uma grande chance de julgar a favor do Brasil e não de acordo com a própria história. #NojoDoSTF #STFVergonhaNacional #MudaSenado #STFNaoBrinqueComALavaJato #STFNaoMateALavaJato #ApoioLavaJato #LavaJato #MPF #PoliciaFederal #UnidosContraACorrupção #ORCRIM #MeuPartidoÉALavaJato”.

PROPAGANDA
PROPAGANDA
Print Friendly, PDF & Email

0 responses on "Malafaia: ministros do STF “não escaparão” de Deus após fim da prisão em segunda instância"

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instituto Gamaliel © ITG . All rights reserved.

Setup Menus in Admin Panel

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
X
X