No STF, André Mendonça diz que os ‘cristãos estão dispostos a morrer para garantir liberdade’

by @prflavionunes

O ex-ministro da Justiça, André Mendonça, atualmente no comando da Advocacia-Geral da União, está participando na tarde desta quarta-feira (07) do julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) acerca da constitucionalidade dos decretos de governadores e prefeitos que andam mantendo igrejas fechadas por todo país.

Em sua fala, o ex-ministro fez uma firme defesa da manutenção das atividades religiosas presenciais pelo Brasil. Ele lembrou o grande trabalho social que as igrejas desempenham em nossa sociedade e frisou, citando Matheus 18:20, a importância das reuniões religiosas para os cristãos.

“Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” — falou Mendonça, descrevendo o versículo bíblico.

O ex-ministro, que é candidato a uma vaga na Suprema Corte, ainda disse que ‘os cristãos estão dispostos a morrer para garantir liberdade de religião’.

“Não há cristianismo sem vida comunitária, não há cristianismo sem a casa de Deus, sem o dia do Senhor. É por isso que os verdadeiros cristão não estão dispostos jamais a matar por sua fé, mas estão sempre dispostos a morrer para garantir a liberdade de religião e de culto” — disse Mendonça.

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?