O Batismo válido é apenas em nome de Jesus?

by @prflavionunes

por Artigo compilado – sáb jan 23, 9:21 am

  • Há quem batize as pessoas usando a fórmula ‘em nome de Jesus’, e não como se lê em Mateus 28.19 e é usual ‘em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo’. Podem dar-me uma explicação bíblica sobre isto?

O Senhor Jesus Cristo ordenou claramente aos Seus discípulos que os mesmos deveriam batizar os convertidos em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. (Mt 28.19)

Não obstante, nos Atos dos Apóstolos está escrito que os neoconversos eram batizados em nome de Jesus Cristo (2.38), em nome do Senhor (10.48) e em nome do Senhor Jesus. (8.16; 19.5)

Como explicar esta discrepância ou aparente contradição?

Em nosso entender as expressões mencionadas em Atos não constituem fórmula batismal alguma, até porque todas elas são distintas. Além disso, seria improvável que os Apóstolos desobedecessem ao mandamento expresso de Cristo de se batizar em nome da triunidade divina.

Salvo melhor opinião, quando o escritor dos Atos dos Apóstolos descreve, numa perspectiva históri­ca, a gênese e desenvolvimento da Igreja do Senhor Jesus Cristo, usa as referidas expressões apenas para significar que os novos convertidos eram batizados segundo o rito cris­tão (em Cristo), e não segundo Moisés ou João Batista, por exem­plo.

Batizados em nome de Jesus quer dizer (de acordo com o original grego) batizados sobre o nome de Jesus , isto é, sobre a autoridade do Messias.

Acerca do assunto em análise escreveu o teólogo Myer Pearlman, que deixou o Judaísmo para abraçar a fé cristã: As palavras de Atos 2.38 não representam uma fórmula batismal, mas sim uma simples declaração afirmando que recebiam o batismo as pessoas que reconhe­ciam Jesus como Senhor e Cristo. Por exemplo, o ‘Didache’ um docu­mento cristão escrito cerca do ano 100 A.D., fala do batismo cristão celebrado no nome do Senhor Jesus, mas o mesmo documento, quando descreve o rito detalhadamente, usa a fórmula triunitária.

Quando Paulo fala que Israel foi batizado no Mar Vermelho ‘em Moi­sés’, ele não se refere a uma fórmula que se pronunciasse na ocasião; ele simplesmente quer dizer que, por causa da passagem milagrosa atra­vés do Mar Vermelho, os israelitas aceitaram Moisés como seu guia e mestre como enviado do céu. Da mesma maneira, ser batizado em nome de Jesus significa encomendar-se inteira e eternamente a Ele como Salvador enviado do Céu, e a aceitação da Sua direção impõe a aceitação da fórmula dada por Jesus no capítulo 28 de Mateus.

A tradução literal de Atos 2.38 é: ‘seja batizado sobre o nome de Jesus Cristo’. Isso significa, segundo o Léxico de Thayer, que os judeus haviam de ‘repousar sua esperança e confiança na Sua autoridade messiânica’.

Note que a forma trinitária é des­critiva duma experiência. Aqueles que são batizados em nome do trino Deus, estão por esse meio testi­ficando que têm sido submergidos em comunhão espiritual com a Trin­dade. Desse modo pode-se dizer acerca deles: ‘A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com vós todos’. (II Cor. 13.13) (Co­nhecendo as Doutrinas da Bíblia, pgs. 351,352).

Em resumo, os novos crentes sujeitavam-se ao batismo instituído por Cristo, reconhecendo-o publica­mente como Senhor das suas vidas. Eles eram batizados em nome do Senhor Jesus ou para o nome do Senhor Jesus.

Por consequência, não vemos difi­culdade em conciliar as palavras do Divino Mestre na grande comissão com as constantes nos já citados versículos do livro de Atos.

———————

FONTE: REVISTA NOVAS DE ALEGRIA – 1983

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?