Redes sociais alternativas para fugir da censura no Facebook

by @prflavionunes


Há uma atmosfera cada vez mais hostil aos cristãos no Facebook. Páginas e perfis são constantemente silenciados e até banidos sumariamente da rede social por dizer verdades bíblicas, enquanto outros grupos podem explodir seu ódio e o Facebook não faz absolutamente nada.

Além disso, a preocupação com a privacidade e a manipulação política e ideológica têm desagradado muita gente. Por estes e outros motivos, muitos estão abandonando a plataforma.

Nem todos, porém, estão deixando as mídias sociais completamente. Então pra onde eles estão indo? Bem, não é para o Instagram, já que ele também é propriedade do Facebook. E não é o Twitter, uma vez que também está havendo censura por lá.

Estas são as principais alternativas ao Facebook que as pessoas estão tentando, e que você pode querer experimentar:

SocialCross

Criado por Penkoski, pastor do Ministério Warriors for Christ em Harpers Ferry, West Virginia, o SocialCross não é apenas uma reação à experiência negativa no Facebook. Tem uma razão positiva para a sua existência também: “conectar os crentes ao redor do mundo, nas palavras de Penkoski. A rede é muito similar ao Facebook, com um feed de notícias, “Pessoas que você pode conhecer” e sugestões para se juntar a grupos e páginas de especialidades. Também tem uma “Pesquisa Bíblica” em sua página inicial para que os usuários possam consultar as Escrituras sem precisar sair do local, além de um bate-papo em tempo real para facilitar o companheirismo entre os membros.

MeWe

Muitas pessoas estão mudando para o MeWe porque ele possui maior segurança do que o Facebook. Quando você entra no MeWe, é levado à página do MyWorld, que opera de maneira muito parecida com um feed de notícias do Facebook. Ali você vê as postagens de todos os seus amigos, uma galeria de fotos e uma caixa de bate-papo onde pode conversar com as pessoas. MeWe também tem grupos que você pode participar e um recurso de eventos. Cada pessoa também tem uma página de perfil semelhante à do Facebook, onde é possível adicionar uma foto de capa, uma foto de perfil e atualizações de status. Você também pode adicionar divertidas anotações em uma barra lateral, incluindo o que está comendo, bebendo, lendo, assistindo ou citando. Na outra barra lateral, você pode compartilhar detalhes como seu trabalho, faculdade, interesses e status de relacionamento.

Minds

Minds é outra excelente opção. Assim como o MeWe, é um “clone” do Facebook, mas é criptografado, de código aberto e foca extensivamente na liberdade de expressão. Ele ainda tem um prático botão “migrar do Facebook”. Parece muito semelhante ao Facebook em alguns aspectos. Cada usuário tem uma página de perfil com cabeçalho e foto. Você pode adicionar histórias ou atualizações de status como no Facebook, e os usuários podem deixar comentários, compartilhar suas postagens ou votá-las para cima ou para baixo. No newsfeed você pode ver o que outras pessoas postaram. Também há a opção de criar seu próprio blog ou grupo.

Gab

O ponto forte da rede Gab é a liberdade de expressão, e por isso se tornou o principal refúgio para os conservadores que estão exilados do Facebook e do Twitter. É uma rede social livre, com mensagens privadas, animações, verificação de usuário, categorias, listas, capacidade de salvar postagens, aplicativo e transmissões ao vivo. Ao contrário das concorrentes, a Gab se recusa a censurar os usuários e, em vez disso, proporciona a eles a possibilidade de avaliar as postagens, incluindo silenciamento de termos específicos e de outros usuários na plataforma.

Diaspora*

Esta é uma das alternativas ao Facebook mais antigas e também uma das mais originais em termos de configuração. Em vez de pertencer a uma única empresa, o software Diaspora de código aberto pode ser executado por qualquer pessoa que queira configurar um servidor. Os usuários podem escolher em qual “pod” eles querem que suas informações de conta sejam armazenadas e configurar uma conta lá. Uma vez que seus dados estejam nesse servidor, eles podem interagir com qualquer outro usuário na rede, independentemente do local do host. A diáspora tem uma interface agradavelmente intuitiva e suporta o cruzamento de outras redes sociais, incluindo o Facebook e o Twitter.

Steemit

O Steemit pode ser o site mais robusto (e a robusta rede social blockchain) que as pessoas estão experimentando agora. É uma rede social descentralizada baseada em blockchain. Não é um clone do Facebook; é mais como uma fusão do Reddit e Medium em uma rede descentralizada. Os usuários têm permissão para se autocensurarem ao sinalizar (embora a sinalização seja desencorajada) e votam nos méritos de uma postagem por meio de votos positivos, da mesma forma que  “curtir” uma postagem no Facebook ou fazer um upvote de uma apresentação do Reddit. O Steemit ainda é um trabalho em andamento e novos recursos estão sendo adicionados constantemente. É realmente fascinante fazer parte, porque você sente que está realmente desempenhando um papel no desenvolvimento de algo novo e especial. Há também “apps” irmãos que funcionam dentro do blockchain do Steem. Estes incluem o DTube (uma alternativa do YouTube), DMania (pago por memes), DLive (para transmissão ao vivo) e Zappl (uma alternativa do Twitter).

Path

O Path é uma plataforma baseada em aplicativos que não funciona com navegadores de desktop, portanto, se você estiver procurando por algo que funcione com ambos, isso não será o ideal para você. Este aplicativo foi projetado para trabalhar com grupos menores e mais interpessoais, em vez de centenas e centenas de amigos. Os usuários compartilham atualizações, fotos, mídias que estão usando, livros, filmes e compras.

Raftr

O Raftr é uma ferramenta de mídia social na qual os usuários se conectam com base em interesses compartilhados. Você pode se conectar com pessoas da faculdade ou com base em eventos compartilhados. O site também tem Rafter: College, que é uma rede social privada apenas para estudantes universitários. Ele funciona em navegadores para computadores e dispositivos móveis e também possui um aplicativo para iOS.

Você tem alguma outra alternativa ao Facebook que gostaria de sugerir? Deixe-nos saber nos comentários abaixo.



Source link

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?
%d blogueiros gostam disto: