Secretário de João Doria critica possível lockdown: ‘Pessoas vão morrer de fome’

by @prflavionunes

Jean Gorinchteyn, atual secretário estadual de Saúde do governo de São Paulo, externou a sua opinião veemente contrária a um possível lockdown nacional com o fechamento do comércio e restrições a circulações de cidadãos. Entrevistado pela rádio CBN, nesta terça-feira (2), o secretário de Doria avaliou que o confinamento traria consequências caóticas para o Brasil.

Na ocasião, ele afirmou:

“Não temos capacidade no nosso país de fazer lockdown, as pessoas vão morrer de fome, vamos ter um problema civil, social”, disse.

Jean, porém, declarou ser favorável à suspensão das aulas no estado por conta do aumento de casos de Covid-19.

Você pode se interessar: Em vídeo, Coronel Tadeu rebate Doria e ‘governadores comunistas’ e questiona atuação do STF

“Isso é um tema que estamos discutindo. Se estamos entendendo que as pessoas estão ameaçadas frente ao vírus, frente a um colapso, temos de avaliar a circulação das pessoas em situações que poderiam ser evitadas e uma delas é a escola”, afirmou ele.

Gorinchteyn, além disso, opinou que o problema não é abertura dos colégios, mas sim o risco de deslocamento até as localidades.

Leia também: General Mourão rejeita e critica toque de recolher nacional: “Não somos uma ditadura”

“É a circulação das pessoas no entorno, professores, alunos, pais, o transporte público, a exposição que acabamos colocando as pessoas”, disse.

A informação é do jornal Estadão.

Pr. Flávio Nunes

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?