Teologia & Bíblia: Introdução à Exegese

by @prflavionunes



Introduz o estudo da exegese bíblica, apresenta seu objetivo, seu processo e apostura do exegeta. Também explica a diferença entre exegese e hermenêutica.

Apresentação:
https://archive.org/download/teologiaebiblia_exegese/ILE101_01_Introducao_Exegese.pdf

Conteúdo:

OBJETIVO

Introdução à interpretação bíblica:
* Aplicar a metodologia da exegese e determinar o
sentido do texto bíblico
* Registrar as descobertas feitas em um ensaio exegético
* Esboçar um estudo ou sermão expositivo a partir do
trabalho

EXEGESE E HERMENÊUTICA

A palavra exegese vem do termo grego ἐξήγησις,
derivado do verbo ἐξηγέομαι. O verbo aparece no Novo
Testamento com o significado de “narrar”, “referir” (Lc
24.35; At 10.8; 15.12,14; 21.19) ou “revelar”,
“apresentar” (Jo 1.18); ele também pode significar
“explicar”. Assim, a exegese vem a ser a prática da
exposição, explicação ou interpretação do texto bíblico.
(Amaral & Amaral)

Arriscando-me a fazer uma disjunção por demais simplificada, diria
que a exegese relaciona-se à real interpretação de um texto,
enquanto a hermenêutica diz respeito à natureza do processo
interpretativo. A exegese termina dizendo: “Esta passagem
significa isto e aquilo”; a hermenêutica conclui assim: “Este
processo interpretativo constitui-se das seguintes técnicas e
pressuposições”. Obviamente, as duas estão relacionadas. Mas
embora a hermenêutica seja uma disciplina importante por seus
próprios méritos, idealmente nunca é um fim em si mesma: ela
serve à exegese.
(Carson)

Hermenêutica Reformada: crê que as Escrituras são a
palavra de Deus e que a inspiração delas é:
* Plenária: engloba tudo o que foi registrado
* Orgânica: as personalidades dos autores não foi
anulada
* Verbal: engloba cada palavra e cada pensamento
* Sobrenatural: através da Palavra, Deus produz filhos
espirituais

As Escrituras são interpretadas corretamente “apenas quando
interpretadas de acordo com sua letra (‘literalmente’) no
sentido normal, histórico e gramatical, levando em conta o
gênero literário de um texto (seja figurativo ou não etc.) e a
intenção do autor (como determinada semanticamente e
pelos contextos local e remoto).
(Bahnsen)

PROCESSO EXEGÉTICO
Objetivo da exegese: entender o que Deus quis dizer
com um dado texto bíblico.

Pela hermenêutica reformada: o que Deus quis dizer
é igual ao que o autor humano quis dizer no contexto
original.

Usar de várias ferramentas para encontrar indícios de
qual era a intenção do autor no contexto original.

Coletar todas essas informações para entender o
qual o sentido do texto.

Depois vamos aprender a aplicar esse sentido para
os dias de hoje.

POSTURA DO EXEGETA

* Fé em Deus (Hb 11.6)
* Fé na inspiração verbal e plenárias das Escrituras (II Pe 1.19-21)
* Dependência do Espírito Santo (Ef 1.18)
* Humildade (Rm 6.17)
* Paciência (I Tm 4.16)
* Amor (I Co 13.1-3)

Quem quer que pensa que entende as Sagradas
Escrituras, ou qualquer parte delas, mas as interpreta
de modo que não leve a edificar esse duplo amor, a
Deus e ao próximo, ainda não as entendeu como
deveria.
(Agostinho)

MATERIAL

Foram utilizadas neste trabalho as seguintes referências:
Amaral, Tiago S. & Amaral, Mônica S. “Introdução à Exegese
Bíblica: Antigo e Novo Testamentos”. Rio de Janeiro:
CPDouloi, 2014.

Citações bíblicas da Bíblia Nova Versão Internacional, ©
Sociedade Bíblica Internacional, salvo quando indicado.

Source

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta