Bacharelado em Apologética

by @prflavionunes
Bacharelado em Apologética

Por que escolher o Bacharel em Apologética?

Se você está procurando um diploma de teologia, um programa de estudos religiosos com foco em apologética é uma excelente opção. Cada aula de apologética cristã  é projetada para fortalecer sua fé e equipá-lo com um treinamento valioso nos argumentos históricos, filosóficos e intelectuais que o equiparão para superar objeções à fé cristã. Como nossa instituição foi construída com base nos valores cristãos, você pode ter certeza de que um diploma de estudos religiosos está enraizado na verdade da Palavra de Deus e atende aos mais altos padrões acadêmicos e bíblicos.

O que você aprenderá em nosso bacharelado em apologética?

Nosso bacharelado em estudos religiosos, com especialização em apologética, ensinará como envolver os céticos com argumentos racionais que apoiam a verdade do cristianismo. Ao longo deste grau, você aprenderá a articular e justificar as verdades essenciais do cristianismo evangélico. Você também explorará a interpretação do texto bíblico e fortalecerá seu conhecimento da estrutura e do conteúdo da Bíblia. O objetivo principal do Bacharelado em Teologia em Apologética Cristã é equipar pessoas para uma liderança introdutória competente em alguma forma de ministério especializado em congregações e outros ambientes. Ele também fornece as bases para um entendimento básico das disciplinas teológicas em preparação para os estudos de pós-graduação. Também visa servir como um aprimoramento acadêmico da prática ministerial e preparação para algumas formas de apresentar a defesa cristã em debates teológicos.

A palavra “apologia” vem de uma palavra grega que significa “dar uma defesa”. Apologética Cristã, então, é a ciência de dar uma defesa da fé Cristã. Há muitos céticos que duvidam da existência de Deus e/ou atacam a crença no Deus da Bíblia. Há muitos críticos que atacam a inspiração e inerrância da Bíblia. Há muitos falsos professores que promovem doutrinas falsas e negam as verdades básicas da fé Cristã. A missão da apologética Cristã é combater esses movimentos e promover o Deus Cristão e a verdade Cristã.

Curso de Bacharelado em Apologética: é um curso eclesiástico, direcionado aos pastores, presbíteros, evangelistas, diáconos, líderes de escola bíblica e membros de igrejas evangélicas em geral, que desejam adquirir conhecimento de Deus e de sua palavra para melhor servir ao Senhor.

O Bacharel em Teologia tem como objetivo aprofundar a compreensão e expressão da fé cristã.

Este curso é interdisciplinar, combinando estudos bíblicos, história da igreja, teologia sistemática e ética cristã com um fluxo opcional compreendendo estudos ministério profissionais, tais como cuidados pastorais, educação cristã e pregação.

Material didático: o curso é realizado totalmente à distância. Desta forma o aluno recebe através de sua conta de e-mail, o endereço para baixar as matérias.

O material é disponibilizado EXCLUSIVAMENTE via internet, onde após o acolhimento do pedido de matrícula, enviamos ao aluno um e-mail com o link das matérias, TODAS DE UMA SÓ VEZ, onde poderá fazer o download de cada uma delas, em formato PDF, de forma que ficará o seu critério imprimir ou não.

Obs.: Não disponibilizamos material impresso, devido o grande volume de informações e matérias que compõe o nosso curso, de forma que para tal, teríamos que cobrar dos alunos um valor infinitamente superior ao que praticamos.

Certificado:Para todos os cursos ofertados pelo ITG, são emitidos certificados juntamente com o histórico de notas obtidas pelo aluno. Bem, como a descrição da carga horária de cada curso. Custo do Curso: O aluno não paga mensalidade, apenas uma “Única” taxa de matricula. Também, asseguramos que após a conclusão do curso, não cobramos taxa de emissão do certificado.
1.Administração Eclesiástica 27.Hamartiologia
2.Angelologia 28.Hermenêutica
3.Antropologia 29.História da Igreja
4.Apologética 30.História de Israel
5.Arqueologia Bíblica 31.História do Cristianismo
6.Atos dos Apóstolos 32.Homilética
7.Batalha Espiritual 33.Livro de Apocalipse
8.Bibliologia 34.Livros Históricos
9.Cristologia 35.Livros Poéticos
10.Cura Interior 36.Método de Estudos Bíblicos
11.Didática 37.Ministérios Eclesiásticos
12.Direito Eclesiástico 38.O Culto Bíblico
13.Discipulado 39.Os Evangelhos
14.Doutrinas Bíblicas 40.Panorama Bíblico
15.Eclesiologia 41.Paracletologia
16.Epistolas Paulinas 42.Pentateuco
17.Escatologia 43.Pneumatologia
18.Escola Bíblica 44.Profetas Maiores
19.Estudo da Fé 45.Profetas Menores
20.Ética Cristã 46.Soteriologia
21.Ética Pastoral 47.Técnicas de Comunicação
22.Exegese Bíblica 48.Teologia Bíblica do Novo Testamento
23.Filosofia da Religião 49.Teologia Bíblica do Velho Testamento
24.Fundamentalismo 50.Teologia Sistemática
25.Geografia Bíblica 51.Tipologia
26.Grego 52.Trindade

De R$ 449,00por apenas R$ 299,00

Faça seu pagamento com seu CARTÃO DE CRÉDITO usando PAGSEGURO, PAYPAL OU MERCADO PAGO :

Desconto de 10% para pagamentos por meio de depósito bancário
Depósito em Conta Corrente:

Após a escolha do curso que deseja realizar, mande-nos um e-mail para [email protected] com o comprovante do pagamento. Não nos responsabilizamos por pagamentos, em especial, depósitos efetuados e não comunicados.

Clique ou arraste um arquivo para esta área para fazer upload.

ITG – Instituto Teológico Gamaliel /Brasil
CNPJ 11.501.786/0001-47
Gamaliel Institute Inc / Florida – USAP19000054722
Registro no IRS – Receita Federal USA 32-0605852

A apologética é popular desde o surgimento do Cristianismo e proliferou em diferentes pontos da história da igreja. No entanto, a academia moderna o deixou amplamente de lado. Isso pode, no entanto, estar mudando.

Qualquer cristão fala sobre apologética cristã. Na verdade, o tópico é muito interessante para os cristãos em muitos níveis, à medida que buscamos ganhar confiança e segurança para nossa própria fé. E, é claro, a apologética também tem grande valor para nós, pois buscamos ajudar os que buscam e os que duvidam a superar as barreiras intelectuais que os impedem de abraçar a fé em Cristo.

Porém, muitas vezes, há uma grande apologética que é negligenciada, e isso diz respeito ao amor, perdão e disposição de Deus de ser o Senhor de nossas vidas.

Um breve olhar sobre apologética

Primeiro, entretanto, deixe-me definir e esclarecer os termos. Apologia nos tempos clássicos significava simplesmente “defesa”. Em um tribunal, uma apologética era uma defesa do réu no julgamento. Esse foi o caso da Apologia de Platão. Ele estava expondo o caso apresentado por Sócrates durante seu julgamento perante o tribunal de Atenas.

Em Atos 7, Estêvão faz uma defesa diante de seus acusadores em Jerusalém. E várias vezes no livro de Atos, Paulo apresenta uma defesa diante de seus acusadores, não apenas por suas ações enquanto ele viajava pelo mundo pregando o evangelho, mas também uma defesa do próprio evangelho. Ele queria que as pessoas vissem a razoabilidade da fé em Cristo.

Paulo faria referência às passagens proféticas do Antigo Testamento e mostraria como Jesus, nos dias da Encarnação, era o cumprimento exato dessas profecias. Além disso, Paulo apela à historicidade da ressurreição de Cristo dentre os mortos e ao notável número de testemunhas oculares que confirmaram ter visto o Cristo ressuscitado.

Essas foram provas apologéticas da fé. Jesus não apenas ressuscitou dos mortos, mas sua ressurreição validou tanto sua divindade quanto sua mensagem – de alguma forma, a morte e a Ressurreição de Cristo nos colocam de acordo com Deus. Paulo usou a apologética para validar sua mensagem de que o sacrifício de Cristo é o meio pelo qual Deus perdoa os pecados, reconcilia consigo a humanidade perdida e fornece a esperança da vida eterna.

A tradição da apologética cristã

A tradição da apologética cristã tem uma longa história. Ela se estende desde os primeiros dias da igreja e é uma prática testemunhada no registro histórico das Escrituras. E vemos uma longa prática de apologética cristã continuando desde os escritos de Justin Martyr no segundo século até os escritos mais recentes de GK Chesterton, CS Lewis, Ravi Zacharias e William Lane Craig.

Essas obras em apologética continuaram a mostrar como a Ressurreição, as profecias do Antigo Testamento, os dados arqueológicos, as evidências de milagres, a natureza dramática de vidas transformadas (pessoas hostis à fé realmente se tornando crentes e dando testemunho da fé), e muitos outras evidências apoiam as reivindicações cristãs. Uma tradição de apologética apelou para as evidências convincentes que apoiam a mensagem do Cristianismo.

Outra tradição da apologética cristã apela a uma abordagem mais filosófica e proposicional para defender a fé. Dado o fato de que existe um mundo, devemos perguntar: “Por que há algo lá, em vez de nada lá?” Se o mundo que existe está cheio de contingências, então algo deve ser necessário, essencial e não contingente. O que é isso?

Além disso, em meio a essas mutabilidades e mudanças, por que ainda há uma continuidade observável? Por que não há caos em vez de ordem? Por que há tanta precisão no movimento do céu que as pessoas têm sido capazes de prever com precisão os eclipses solares por centenas de anos? Por que as coisas parecem funcionar para fins previsíveis de desenvolvimento? Por que podemos falar sobre coisas como maturidade e propósito? E por que ficamos desapontados quando as coisas parecem não correr conforme o planejado?

Se tudo fosse um caos, essas decepções não nos incomodariam, pois seriam normativas e não excepcionais. Essas e muitas perguntas como essas são os tipos de coisas contra as quais a apologética pressuposicional luta.

A ideia que funciona melhor para explicar esses vários fenômenos é a fé em Deus. Os pressuposicionalistas nos apontam nessa direção.

A grande apologética encontrada na própria mensagem do evangelho

Todas as várias formas de apologética são, à sua maneira, interessantes e muitas vezes afirmativas para aqueles que têm fé. E às vezes ajudam os céticos a superar suas barreiras à fé e abraçar a Cristo.

No entanto, a maior apologética da fé está embutida na própria mensagem do evangelho. Deus nos ama. Cristo morreu por nossos pecados. E ele está disposto a entrar em nossas vidas e trazer ordem ao caos que fazemos das coisas.

Toda pessoa honesta e despretensiosa que já conheci deseja ser amada incondicionalmente. O amor humano é ótimo até onde vai, mas se estamos cientes de que provavelmente nunca amamos outra pessoa perfeitamente e incondicionalmente, então é provável que nunca tenhamos sido amados perfeitamente.

No entanto, o anseio por esse tipo de amor persiste em nós. A mensagem do evangelho é, em si mesma, uma apologética perfeita, pois vem como uma solução para a própria natureza do desejo mais profundo do coração. Deus nos ama incondicionalmente.

Além disso, nunca conheci uma pessoa honesta e despretensiosa que não reconhecesse que é uma pessoa confusa. Dizemos que acreditamos no amor, mas às vezes trocamos palavras duras com aqueles que dizemos que mais amamos no mundo. Temos nossos ideais elevados e muitas vezes nos vemos vivendo abaixo deles. Temos padrões de comportamento que esperamos dos outros, mas geralmente ficamos cegos para nossas próprias transgressões contra essas expectativas.

A apologética inerente à própria mensagem do evangelho é mais uma vez esclarecida. Este Deus que nos ama incondicionalmente também está disposto a nos perdoar totalmente todos os nossos erros e nos perdoar em Cristo.

Além disso, como reconhecemos nossas deficiências e falhas, também reconhecemos nossa necessidade de assistência para pôr ordem no caos que criamos. Novamente, a apologética do evangelho é alta e clara: quando pedimos a ele, Deus está disposto a entrar em nossa vida como Senhor e iniciar o processo de restauração.

À medida que nos engajamos no trabalho de explicar a outros a verdade do evangelho, não devemos permitir que o trabalho da apologética nos distraia do poder da apologética embutido na própria mensagem. Ou seja, que “Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo”.

Seu amor, perdão e disposição de ser o Senhor de nossas vidas é a maior apologética de todas. E fala às necessidades profundas sentidas em cada coração humano.

Nossos cursos são cursos livres, são de caráter eclesiástico e tem o respaldo nos pareceres: 1º) 241 de 15/03/99 que trata dos Cursos Superiores de Teologia 2º) 296 de 10/08/99 que regulamenta o aproveitamento de estudos realizados em Seminários Maiores (Faculdades de Teologia) em cursos de licenciatura. O parecer do Conselho pleno de nº 97 de 06/04/99 que trata da Formação de Professores para o Ensino Religioso nas Escolas Públicas de ensino fundamental. No dia 15/03/99 o Conselho Nacional de Educação, aprovou o parecer nº 241/99 que abre jurisprudência para o reconhecimento dos cursos de Teologia.

O Decreto Lei 1051/69 art. 1º valoriza a validação dos estudos “aos portadores de diplomas de cursos realizados em Seminários Maiores, Faculdades Teológicas ou Instituições equivalentes de qualquer confissão religiosa.

O Decreto Lei nº 9394 de 20/12/96 art. 50 (LBD) diz: “As instituições de Educação Superior, quando da ocorrência de vagas, abrirão matrículas nas disciplinas de seus cursos a alunos não regulares que demonstrarem capacidade de cursá-las com proveito, mediante processo prévio.

A Regulamentação do Ensino à Distância está amparada pelo Decreto nº 5.622 de20/12/05 que regulamenta o Art. 80 da LBD (Lei 9394/96).

Art. 1º – Educação à Distância é uma forma de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, com mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, representados em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de comunicação.

Amparo Constitucional: Reconhecido e Auto-Regulamentado pela Lei 1821 de 12/03/1953, e Decreto Lei Nº 34.330 de 21/10/53, Decreto Lei Nº 9.394/96 e 9.475/97 e Pareceres Nº 97/99; 296/99 e 765/99 do Conselho Nacional de Educação e Artigos: 5º,§ 1º, § 8º e 9º e Artigo 210º, § 1º da Constituição Federal

  • Não cobramos mensalidades! o nosso aluno deve apenas efetuar o pagamento da taxa UNICA de matrícula, que corresponde a nossa necessidade de manutenção de nossas instalações e serviços, bem como despesas com pessoal, correios, internet, etc.
  • Não visamos lucro, mas apenas o compartilhamento do conhecimento para crescimento da obra de Deus.
  • Assumimos o compromisso de que, diferente do outros órgãos, não cobramos no final do curso taxa alguma para emissão do certificado ou diploma.

Chat Aberto
Posso lhe ajudar?